Biblia online Ler a Biblia!!!

“Então disse o Senhor a Moisés: Sobe a Mim no monte, e fica lá; e dar-te-ei tábuas de pedra, e a lei, e os mandamentos que tenho escrito, para os ensinar”. (Êxodo 24:12)A Bíblia fala de várias leis: civis, de saúde e higiene, a lei cerimonial e a lei moral, que foi dada a Adão e Eva que foram encarregados de transmitir aos seus descendentes. Mas foi no Monte Sinai que Deus propôs comunicar a sua lei de forma solene, deslumbrante, inesquecível e imortal, na presença de todo o povo de Israel que testemunhou o acontecimento. (ver relato em Êxodo 19). Ela foi escrita em tábuas de pedra e com o próprio dedo de Deus, para que nunca se apagasse e nem se perdesse com o tempo (êxodo 31:18) E tendo acabado de falar com ele no monte Sinai, deu a Moisés as duas tábuas de pedr, escritas pelo dedo de Deus.

Além da lei moral – chamada de Decálogo – Deus deu ao povo um conjunto de leis cerimoniais ou rituais, que tinham um caráter diferente daquela. À lei moral foi ordenado que fosse colocada dentro da arca (ver Êxodo 25:16 e 21), e a lei cerimonial foi escrita num livro por Moisés e colocada ao lado da arca (ver Deuteronômio 31: 9, 24 e 26)

A Lei Cerimonial – constituída de rituais – é local, temporária, transitória. Moisés deu-a ao povo para servir de regra às cerimônias, ritos e sacrifícios essencialmente prefigurativos do sacrifício de Cristo. Tinha um objetivo profético, isto é, cessou no momento em que a profecia se cumpriu, ou seja, no momento em que a imagem encontrou o objeto que ela prefigurava. Quando o verdadeiro cordeiro que tira o pecado do mundo morreu na cruz do Calvário, o véu do templo se rasgou de alto a baixo, fazendo cessar a lei de sacrifícios de animais para a remissão dos pecados (ver S. Marcos 15: 37 e 38).

A Lei Moral – que é divina, perfeita, espiritual, imutável e eterna, se dirige à humanidade inteira (ver relato em Exodo 20:1 a 17)Os dez Mandamentos. Ela perdura para sempre. Jesus a cumpriu, defendeu e mostrou sua imutabilidade ( ver S. Mateus 5: 17 e S. Lucas 16:17). Portanto, nenhum homem tem o poder ou autoridade para modifica-la. A lei é Santa; e o mandamento, santo, e justo, e bom. Romanos 7:12. O que é perfeito não precisa de reparos, emendas e reajustes. Tudo o que Deus faz é perfeito, e o que é perfeito, não necessita de mudanças.

Não compete ao homem, modificar o texto da lei de Deus para apoiar seus convenientes e mesquinhos objetivos. (ver Deuteronômio 4:2 e Apocalipse 22:18 e 19). Esta lei servirá de norma de juízo. Todos serão julgados por ela (ver Tiago 2:12).

A descrição do texto em Exodo 20: 1 a 17,

Não terás outros deuses diante de mim; Não farás para ti imagem de escultura e nem se encurvarás a ela; Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão; Lembra-te do dia de sábado para o santificar, seis dias trabalharás e farás toda a tua obra, mas o sétimo dia é o sábado do Senhor teu Deus; Honra a teu pai e a tua mãe para que se prolonguem os seus dias na terra que o Senhor teu Deus te dá; Não matarás; Não adulterarás; Não furtarás; Não dirás falso testemunho contra o teu próximo; Não cobiçarás a casa do teu próximo e nem a mulher do teu próximo. Se opôr a essa Lei é se opôr a Deus, é querer viver a sua própria religião, é andar seguindo os seus próprios pensamentos (Isaias 65:2). Querer viver diferente é insultar a Deus, é profanar as coisas santas que Deus fez, porque a Lei é santa, o mandamento santo, justo e bom (Rom. 7:12) e de maneira nenhuma devemos anular a lei pela fé (Rom. 3:31), até porque uma depende da outra: se obedeço a Lei é porque tenho fé, se tenho fé guardo a Lei (Tiago 2:17-18).

a lei foi registrada em duas tábuas de pedra, não em uma. Qual a importância de ser em duas tábuas, e não em uma? Bem, digamos que Deus quis fazer uma “separação” importante. Na primeira tábua, Ele registrou quatro mandamentos que dizem respeito ao relacionamento do homem com Deus. Na segunda tábua, Ele registrou seis mandamentos que dizem respeito ao relacionamento do homem com seu próximo. Foi exatamente isso que Jesus quis dizer quando resumiu a lei em dois grandes mandamentos: “Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração e de toda a tua alma e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro grande mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: amarás o teu próximo como a ti mesmo” (S. Mateus 22:37 a 39).

Muitos pensam que esse resumo que Jesus fez da lei, significa que a mesma foi abolida por Ele, mas isto não é verdade. Este resumo leva-nos a concluir que se amamos a Deus de todo o coração, alma e pensamento, guardamos os quatro primeiros mandamentos que estão registrados na primeira tábua; e se amamos o nosso próximo, guardamos os seis últimos registrados na segunda tábua. Conclusão óbvia, não é mesmo?

Que os nossos desejos sejam como foram o de Davi quando disse a Deus em oração: “Desvenda os meus olhos, para que eu veja as maravilhas da Tua lei” (Salmos 119:18)

Textos para estudo: Salmos 19: 7 e 8 A Lei do Senhor é perfeita e restaura alma; o t6estemunho do Senhor é fiél e dá sabedoria aos simples/ I João 5: 2 e 3 Guardamos Os mandamentos não são penosos/ S. João 14:15 se me amais guardais os meus mandamentos.

Amar a Deus sobre todas as coisas” e o segundo semelhante a este “Teu próximo como a ti mesmoMateus22;37,39 Apesar de textos bíblicos advertirem contra a mudança da lei, alguém, um dia, resolveu fazer algumas mudanças por conta própria. Mas isto estava profetizado pelo apóstolo João no livro de Apocalipse.

Follow Braziliabaptist on Twitter